Instituto Moreira Salles realiza mostra dos trabalhos de Madalena Schwartz

Instituto Moreira Salles faz mostra dos trabalhos de Madalena Schwartz

Ainda em fevereiro o Instituto Moreira Salles, inicia sua temporada com Metamorfoses, com obras da fotógrafa radicalizada brasileira.

Uma artista bem à frente se seu tempo, Madalena Schwartz é referência no que diz respeito à fotografia no Brasil, considerada “a grande dama do retrato em nosso país”, segundo o pesquisador Pedro Karp Vasquez. Em 1998 o IMS adquiriu sua obra, 450 cromos e 16 mil negativos em preto e branco, que podem ser divididos em três grandes núcleos temáticos: “Personalidades”, “Povo do Norte e Nordeste” e “Travestis e transformistas”.

Suas imagens mais conhecidas são retratos de artistas plásticos, intelectuais e músicos como Sérgio Buarque de Holanda (com seu filho Chico), Darcy Ribeiro, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Clementina de Jesus, Hermeto Pascoal, Walmor Chagas, Paulo Autran, Wesley Duke Lee, Manabu Mabe e Maria Bonomi.

A série de fotos sobretravestis e transformistas, com destaque para os atores do grupo Dzi Croquettes, foram reunidos no livro Crisálidas, lançado em 2012 pelo IMS.

Madalena, nascida na Hungria, só chegou ao Brasil em 1960, depois de ter migrado com a família, em 1934 para Buenos Aires, fugindo da Alemanha nazista. Seis anos depois, já com a idade de 45 anos, começou a estudar fotografia no Foto Cine Clube Bandeirante, em São Paulo.

No início da década de 1970, após vários prêmios nacionais e uma medalha de ouro numa exposição em Cingapura, ela se profissionalizou como fotógrafa. Dona de uma tinturaria, que ainda manteve mesmo após a sua profissionalização, ela teve seus trabalhos publicados nas revistas Iris, Planeta, Claudia e Status, entre outras. Em 1974, o Masp (Museu de Arte de São Paulo) realizou a primeira, dentre as muitas exposições individuais que faria no Brasil e no exterior. Trabalhou para a Rede Globo de Televisão, entre 1979 e 1991, além de colaborações com a Editora Abril. Em 1983, recebeu o prêmio de fotografia da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA).

Fonte de referência:

Receba informações sobre a Galeria e nossos artistas:

    Processaremos os dados pessoais que você forneceu de acordo com nossa política de privacidade.